Ceg lança Selo Oficina 10

Data
12-09-2012
Categoria
Brasil
Tema

A Ceg lançou esta semana o Selo Oficina 10, desenvolvido em parceria com o Centro de Tecnologias do Gás (CTGÁS) – um consórcio entre Petrobras e Senai.

O selo foi concebido para certificar as oficinas aptas a realizar a instalação do sistema de Gás Natural Veicular (GNV). Serão levados em conta critérios como segurança, qualidade do serviço e padronização. Hoje, existem 146 oficinas credenciadas pelo Inmetro para realizar a conversão.

A ideia é aumentar o nível de qualidade dos serviços de instalação de kits GNV realizados pelas oficinas do Rio de Janeiro. Os consumidores, por sua vez, terão a garantia de que estão recebendo um serviço seguro e de qualidade. "Quem desejar instalar o kit gás terá a tranquilidade de poder escolher por uma oficina indicada, com padrão de qualidade endossado pela Ceg e pelo órgão certificador reconhecido nacionalmente, o CTGÁS", esclarece Rafael Andrade, gerente de grandes clientes da Ceg.

José Nunes, coordenador de pesquisa do CTGÁS, explica que o desempenho do veículo está diretamente ligado à qualidade da instalação do kit gás. “Com o selo, o consumidor será beneficiado não apenas com a garantia de segurança, mas também com o melhor rendimento do motor do seu carro. A instalação correta do kit é fundamental para o uso eficiente do gás natural”, afirma.

Caberá ao CTGÁS apresentar às oficinas os critérios de certificação, promover treinamento, emitir o certificado e acompanhar periodicamente se os padrões estabelecidos estão sendo mantidos. O processo de certificação vai durar de 2 a 3 meses, uma vez que o prazo da auditoria pode se estender mediante a adesão de mais oficinas ao programa. Além disso, as oficinas passarão anualmente por novas auditorias, com o intuito de manter a qualidade do serviço.

“Vamos verificar periodicamente as partes técnica e administrativa das convertedoras, dando ênfase também à qualificação da mão-de-obra”, acrescenta Nunes.

As oficinas interessadas em receber o selo devem, obrigatoriamente, ser credenciadas pelo Inmetro, trabalhar com kits de 5ª geração e dispor de equipamentos e mão-de-obra habilitada, para manter os padrões de qualidade do programa.

Hoje, os kits mais modernos, de 5ª geração, representam um ganho a mais para os motoristas. Entre as vantagens estão melhor desempenho e redução de emissão de gases poluentes.

O Selo Oficina 10 é uma das ações da Ceg com objetivo de estimular novas conversões, aumentar o número de clientes do GNV e, principalmente, esclarecer mitos e reforçar benefícios. Hoje, as principais barreiras de utilização do produto são perda de potência (47%), instalação cara (38%), perda do porta-malas (34%), desgaste do motor (34%) e manutenção cara (11%). Porém, as vantagens são muitas. O GNV pode render até o dobro de quilômetros em comparação a outros combustíveis, não pode ser adulterado e é mais ecológico.